empressa-b-certificada

Como posso fazer a diferença com os uniformes em desuso da minha empresa?

detalhe_header_portfolio

Portfólio

Criar valor compartilhado é cuidar.
Podemos ajudar a sua empresa a fazer isso com segurança, evitando ações nocivas ao meio ambiente e gerando impacto social!
Confira abaixo nossas soluções para os uniformes usados pela sua empresa:

ico-destinacao-correta

Destinação Correta

Após garantir a segurança pela descaracterização, realizada por mão de obra inclusiva e especializada, destinamos o tecido à reciclagem, que envolve as seguintes etapas: trituração, desfibramento e reinserção no setor produtivo com diversas finalidades, tais como construção civil e indústria automobilística.

ico-projetos-economia-circular

Projetos de Economia Circular

A partir da compreensão das demandas e oportunidades existentes em sua empresa, desenvolvemos soluções inovadoras para o pós consumo dos uniformes. Juntos criamos um projeto personalizado de economia circular literalmente aplicado à camisa que seus colaboradores vestem. Assim espalhamos a conscientização ambiental com exemplos práticos.

detalhe_portfolio_resultados

resultados

0
kg de uniformes profissionais reaproveitados. Mais de 300 MIL peças!!
carros_resultados

Poupamos os aterros e a sobrecarga de recursos naturais ao reaproveitar um volume de resíduos equivalente ao ocupado por 200 carros populares

arvores_resultados

Evitamos emissões cuja neutralização equivaleria ao plantio de 9.200 árvores

Quem Somos

Geramos soluções ambientais com valor compartilhado.

Por meio de serviços inovadores, fazemos do descarte de uniformes profissionais da sua empresa um caso único de sucesso em economia circular!

Nascemos da inquietude e da vontade de inspirar pessoas a identificarem suas capacidades de solucionar problemas. Da convivência com o problema do descarte de resíduos em uma confecção surgiu o incômodo – e daí o movimento para criar, identificar e conectar soluções e assim perceber nossa potência. Em pouco tempo percebemos o potencial de transformação positiva das ferramentas que desenvolvemos e decidimos dar vida própria ao projeto.
Já são 7 anos desde que resolvemos o primeiro problema ambiental gerando valor social e seguimos com a mesma missão, com alternativas cada vez mais alinhadas às necessidades de nossos clientes e de toda a sociedade. Tendo atendido grandes empresas dos principais setores do mercado, mantemos nosso pioneirismo e experiência acumulada a serviço da sociedade, buscando continuamente os melhores resultados para a sociedade.
 

Impacto social

Para nós é um princípio: se a estruturação da gestão responsável de resíduos gera trabalho e renda, que sejam criadas oportunidades além da simples criação de empregos. Trabalhamos em parceria com cooperativas altamente eficazes e eficientes, valorizando e empoderando empreendedor@s e trabalhador@s cujas iniciativas contribuem com o desenvolvimento humano. 

Faq

Não. Existe uma peculiaridade na reciclagem de tecidos: a indústria recicladora tem matéria-prima virgem, abundante e gratuita. Basta ir nas ruas do Brás e do Bom Retiro (bairros de São Paulo que concentram boa parte das confecções do país), chegando antes do caminhão da prefeitura que levaria tudo a um aterro. O uniforme pós consumo não tem valor de mercado pois é mais difícil desfibrá-lo do que este material nobre de que estamos falando: o uniforme contém fibras gastas pelos ciclos de lavagem e “reforços” de costura que dificultam a sua fragmentação. Além disso, há uma questão de segurança que exige um beneficiamento sobre o resíduo antes de qualquer tipo de reaproveitamento.

Trabalhamos somente com geradores de grandes volumes de uniformes profissionais pós consumo. Nosso faturamento mínimo é referente a 50 kg, ou aproximadamente 150 peças.

É o documento que garante que todo o material passou pelo processo de manufatura reversa e descaracterização (segurança à marca), gerou renda para trabalhadores em situação de vulnerabilidade social e gerou impacto ambiental positivo (nós calculamos o volume de aterro poupado e toneladas de carbono equivalente evitadas com o processo, proporcionais a quantidade de material recebido).

O processo é monitorado 24 horas por câmeras de segurança, incluindo-se aí a etapa de inutilização das peças, que garante que as peças não sejam extraviadas para pessoas mal intencionadas, ou mesmo descompromissadas com a reputação da marca do cliente gerador do resíduo. Com isso, temos a robustez processual e documental suficiente para comprovar este aspecto do serviço, inclusive por meio de laudos comprobatórios.

Empresas B são empresas que usam a força do mercado para solucionar problemas sociais e ambientais, tendo sido certificadas internacionalmente pelo Sistema B, organização que busca redefinir o conceito de sucesso nos negócios: sucesso não é mais ser a melhor empresa DO mundo, e sim a melhor empresa PARA o mundo. A certificação envolve um longo e criterioso processo que avalia as políticas e práticas das empresas em relação a comunidade, trabalhadores, meio ambiente, governança e o próprio modelo de negócios.

Sim, é possível. Para possibilitar a confecção de cobertores com as fibras do próprio uniforme precisamos da quantidade mínima de 1000 kg de uniformes. A composição do uniforme determinará a proporção de fibras que poderá ser inserida no produto. É sempre necessária uma quantidade significativa de poliéster devido a propriedades da fibra: algodão tem fibras muito curtas, e por isso não “dá a liga” necessária para um bom cobertor. Inserimos as fibras do uniforme e complementamos com resíduos têxteis de confecção para chegar na “receita” adequada para um produto de qualidade.

Caso o interesse seja por menos cobertores ou o volume de material não chegue a 1 ton, nós viabilizamos a produção numa lógica de banco de resíduos: ao destinar seus uniformes, geram-se “créditos circulares” que podem ser usados para adquirir cobertores feitos de outros resíduos têxteis, sem aplicação direta da fibra do próprio uniforme. 

Na verdade desenvolvemos produtos de alta qualidade utilizando os uniformes de nossos clientes como matéria-prima. Com isso, os brindes de antes (com qualidade e utilidade questionáveis, além de processos produtivos de alto impacto ambiental negativo) deixam de ser necessários e, sendo substituídos pelos produtos Retalhar, tornam-se uma ferramenta para que as marcas demonstrem ao público o seu engajamento em temas socioambientais sensíveis.

Este é um ponto de negociação. Para muitos dos nossos clientes serviços de transporte e logística são recursos abundantes, então não faz sentido pagar por esta etapa. Quando fica por nossa conta, não restringimos o serviço a nenhuma área, mas precisamos considerar as questões logísticas típicas do Brasil, uma vez que somos dependentes do modal rodoviário, além da complexidade de documentação, quantidades, modo de acondicionamento, etc. Conte conosco para ajustar estas premissas!

Não recebemos. Para sobras, recomendamos o Banco de Tecido. Para retalhos, indicamos a JF Fibras e a Renovar Têxtil.  

Mídias

Prêmio Empreendedor Social do Futuro

Vídeo elaborado pela Agência Na Lata sobre a Retalhar, finalista do Prêmio Empreendedor Social de Futuro 2016.

Programa Repórter ECO

Matéria sobre a Retalhar exibida pelo programa Repórter ECO em 14 de março de 2016.

Projeto Draft

Pequenas Empresas & Grandes Negócios

Folha de S. Paulo

Jornal da USP

Revista Planeta

Propósito

A Retalhar integra a vida têxtil ao utilizar o reaproveitamento de resíduos como ferramenta para valorizar pessoas.

MISSÃO
Viabilizar a gestão responsável de resíduos têxteis por meio de soluções inovadoras e inclusivas, gerando impacto socioambiental positivo.

VISÃO
Ser referência em inovação socioambiental na cadeia têxtil da América Latina até 2023, contribuindo para que todos os resíduos têxteis gerados no mundo tenham sua vida útil prolongada.

VALORES
Inquietude, autonomia colaborativa, transparência, alto astral e trandisciplinaridade.

Rede

A quem atendemos

Com quem trabalhamos

Nossos parceiros

Quem nos apoia

RECONHECIMENTOS

Contribuímos para alcançar os seguintes Objetivos do Desenvolvimento Sustentável:

Podemos manter contato?

Cadastre-se e receba nossos conteúdos e novidades!